Empreender em meio à crise: desafios, oportunidades e inovação

Empreender em meio à crise: desafios, oportunidades e inovação

Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, o número de pessoas que iniciaram uma atividade por iniciativa própria, cresceu aproximadamente 6%, somente no primeiro trimestre de 2016, quando comparado ao mesmo período de 2015. Isso mostra que, mesmo em períodos de crise e instabilidade financeira, empreender sempre foi uma alternativa explorada.

Não é de hoje que o Brasil passa por dificuldades no que tange à geração de empregos.

Desde 2015 podemos observar uma significativa instabilidade que se instaurou em diversos setores.

Embora o cenário atual pareça ainda mais amedrontador do que já enfrentamos ao longo desses anos, é preciso ter em mente que momentos como esse também podem reservar uma fonte de novas oportunidades para quem deseja empreender ou mesmo já o faz. 

Para quem já empreende

Se você já possui um negócio, deve aproveitar o momento atual para realizar ajustes necessários na base do seu negócio. Ou seja, colocar em ordem tudo aquilo que é preciso.

Esse é o momento para isso!

Para quem já está com o negócio alinhado é momento de buscar por upgrades, acredite.

Pode parecer exatamente o contrário do que deve ser feito agora, todavia, muitas empresas que estão cortando gastos no que diz respeito a trabalhos com marketing por exemplo, estão vendo seus números caírem substancialmente.

Comece fazendo uma avaliação geral de seu negócio e do que não está funcionando nele.

Esse é um exercício que precisa ser periodicamente implementado.

Fora os gerais, observações específicas podem ser feitas e ajustadas.

Bem como à redução de gastos elevados, o desperdício de matérias-primas e etc.

Se você tem um negócio bem estabelecido onde tudo ou grande maioria das coisas já funciona bem, pode ser o momento de inovar e agregar mais coisas ao seu negócio, de forma a evidenciar o que ele tem de bom a oferecer aos seus clientes e clientes em potencial.

Para os que têm o desejo de empreender mas estão receosos 

Você sabia que em 2015, a taxa de empreendedorismo brasileiro foi de cerca de 40%, sendo a maior dos últimos 14 anos?

Tendo em vista o contexto econômico daquele ano, dos últimos e da situação atual em nosso país e no mundo, mostraremos hoje a você como enxergar oportunidades de empreender ou mesmo encontrar soluções para o seu negócio já estabelecido em meio à crise.

Entenda a economia no Brasil 

A datar de 2002 e 2003 grande parte da população brasileira que, antes não tinha um grande poder de consumo, passou a ter graças ao aumento progressivo do salário mínimo.

Isso possibilitou que as pessoas consumissem mais e pudessem buscar por uma melhor qualidade de vida.

Desde então, a indústria passou a produzir mais e como consequência, também a contratar mais o que possibilitou uma estabilidade a esse ciclo benéfico à economia.

Apesar do pautado crescimento no que diz respeito ao consumo e poder de compra, surgiu junto a essas mudanças, o endividamento de milhares de pessoas que também passaram a ter acesso a crediários e cartões de crédito.

A falta de uma estrutura mais solidificada para a economia fez com que essa tendência desenfreada de consumo tivesse um prazo de validade.

Tudo isso leva ao aumento de moeda circulante e logo, ao aumento da inflação também.

Impacto causado à economia pelo aumento da inflação 

A inflação tem como impacto inicial a privação do poder de compra dos brasileiros.

O aumento do dólar — motivado pela queda da bolsa chinesa, gerou também efeitos ao Brasil, tendo em vista que o país Chinês representa uma grande importadora de produtos brasileiros, assim como de outros países.

Todos esses fatores somados a questões políticas que ocorreram ao longo de todos esses anos, afetaram de algum modo a confiança de investidores de crédito.

Com a inflação desenfreada e as taxas de juros muito altas, o crédito diminui, afetando o consumo, produção e como consequência, os pregos, resultando em inúmeras demissões.

Informe-se e empreenda de maneira assertiva 

Empreender baseado em informações atualizadas é imprescindível. Foto: tirachardz - Freepik

Se informação é poder, durante uma crise ela pode ser o detalhe que vai fazer com que seu negócio afunde ou sobreviva. 

Por isso, é muito importante empreender baseado em dados concretos, em análises e projeções para tomar as decisões de maneira totalmente informada.

Por ser um cenário altamente volátil e instável, a crise exige que você tome decisões mais baseadas na razão do que na emoção ou feeling empresarial. 

Se for necessário, ajuste a coleta de dados do seu negócio para ser capaz de analisar com mais clareza quais são as melhores decisões em um momento como esse, que admite poucos ou mesmo nenhum erro.

Busque oportunidades para inovar

Vivenciar uma crise não significa deixar o seu negócio estagnar por haver uma justificativa econômica para isso, muito pelo contrário, quaisquer investimentos e inovações executados de maneira adequada podem ter resultados ainda mais positivos em momentos como esse. 

Isso ocorre porque durante uma crise econômica a reação natural da maioria das pessoas, incluindo seus concorrentes é frear investimentos e novidades.

É comum também que faça parte dessa realidade ter maiores desafios no que tange a exortar clientes a adquirirem um produto.  

E aí que entra a importância da inovação! 

Não trata-se apenas de estimular o consumo mas também de trazer diferenciais. O que poderá melhorar ainda mais seus resultados, mesmo em tempos de crise.

Arrisque sem medo se você de fato desejar ter novas oportunidades durante esse período. 

Saiba porque em nosso post a seguir!

COVID-19

Sabemos que o país está passando por uma situação que exige cuidado e cautela. Seguimos com nossas atividades, mas redobramos a atenção com o protocolo de higienização, de acordo com a OMS, para garantir que tudo saia como você planejou para o seu negócio.  Vamos superar o cenário atual e estamos sempre prontos para produzir!

Continue ligado nas nossas redes para mais informações.