logotipo como forma de comunicação

Logotipo como forma de comunicação visual

O logotipo têm diferentes formas de atrair a atenção das pessoas. Seja com suas cores, com elementos diferentes e atraentes, ou com tipografias e ilustrações personalizadas.

Mas o mais importante de tudo, é que o logotipo seja interessante e tenha a cara da empresa, pois é ele que irá contar o que a empresa faz, o que defende e em que acredita.

Nesse artigo vamos abordar o logotipo como forma de comunicação visual e marketing de uma empresa.


O que é comunicação visual?


A comunicação visual une elementos visuais para comunicar a empresa com o seu público. O termo está ligado à troca de informação por meio do campo visual.

De acordo com especialistas, o ser humano responde a estímulos visuais mais rápido do que outras sensações.

Por isso, usar esse recurso tende a persuadir, educar e informar o público e pode ser altamente eficiente para a empresa alcançar seus objetivos.

A comunicação visual de uma empresa é baseada em pesquisas sobre:
– teoria cognitiva e de percepção;
– estética;
– semiótica;
– teoria das cores;
– psicologia Gestalt;
– design;
– física e anatomia

Você sabia que 94% do conteúdo produzido com recursos visuais têm mais visualizações do que se for somente texto?

E que os seres humanos processam e absorvem imagens em apenas 13 milissegundos, o que equivale a 60 vezes mais do que um texto? Por isso, a importância da imagem.

Toda essa base de pesquisa leva ao desenvolvedor, uma melhor compreensão sobre como o cliente irá ver a empresa e se relacionar com ela.



Atributos da comunicação visual


Independentemente do tipo de mídia que será produzido para a comunicação visual de uma empresa, ela deve conter esses três atributos para ter uma comunicação eficaz. São elas:


1º – Ser atraente – a informação visual bem pensada e projetada, com certeza será atraente e estimulante. Essa qualidade irá permitir que a atenção do público seja capturada, mesmo antes de eles começarem a processar as informações.

2º – Compreensiva – o cérebro humano já está configurado para captar e decifrar informações subliminares. Isso irá permitir uma familiaridade sem esforço algum. Por isso, é importante exibir as conexões visuais para que o seu público entenda a sua mensagem com clareza.

3º – Retentiva – a visão de uma imagem tem o poder de ativar a memória do espectador, facilitando a conexão com aquilo que já estava armazenado para permitir formar conceitos.

Use a comunicação visual para inspirar e desencadear ideias sempre com designs positivos e relevantes, de acordo com a cara da empresa.


O que é logotipo?

Agora que já entendemos o que é a importância da comunicação visual para o relacionamento da empresa com o cliente, vamos falar sobre o logotipo.

O logotipo é a base de toda a comunicação com a marca e é sempre o primeiro elemento a ser criado para dar uma identidade à empresa. Ele deve ter características que o diferenciam das empresas concorrentes, tornando-o único.

Como já falado, um logotipo deve ter cores, tipografia, símbolos e outros elementos gráficos que informem a história da empresa.

Para garantir o sucesso do logotipo, é preciso estar bem atento ao formato. É necessário considerar as dimensões, levando em conta tanto a redução, quanto o aumento para ter uma proporção exata. Isso irá garantir que ele tenha uma boa visibilidade em todos os tipos de mídia.

Qual a diferença entre logotipo, logo e logomarca

Com certeza você já ouviu essas expressões para se referir a mesma coisa. Puro engano, elas têm diferença.

Logotipo, como já vimos, é um conceito transmitido através de um símbolo. Já o termo logo, quando usado de forma individual é a abreviação do mesmo termo.

Já o termo logomarca é usado de forma errada no Brasil, pois muitas pessoas usam essa expressão para se referir ao logotipo. Na publicidade, essa expressão é rejeitada, não existe.


O que um bom logotipo deve ter?

É de extrema importância que o logotipo representa e tenha a cara da sua marca, para que você consiga se conectar com o seu consumidor.

Para se criar um bom logotipo, é preciso seguir alguns aspectos importantes, mas que podem mudar dependendo das suas necessidades e do mercado em geral.

Para termos uma ideia mais prática, um bom logotipo deve ter as seguintes características:

Simplicidade

Já perceberam que muitos logotipos que ficaram marcados são extremamente simples? É o caso da Nike, simples e fácil de reconhecer em qualquer lugar.

A simplicidade é um elemento chave na construção de um logotipo, pois as pessoas tendem a se concentrar por um curto espaço de tempo. Se ele for simples, a concentração ficará limitada a um espaço pequeno.

O uso de símbolos é uma forma bem eficaz de criar simplicidade, seja através de cores e fontes, ou letras e palavras. Mas o melhor é focar no mínimo de elementos para trazer a simplicidade na hora de comunicar a sua marca.


Relevância

O logotipo precisa ser relevante para o mercado alvo que sua empresa está buscando, por exemplo.

As cores podem trazer diferentes emoções e mostrar a personalidade da sua marca aos consumidores. Em seguida, lembre-se que é bem importante na hora de criar seu logotipo é a fonte.

A fonte transmite a personalidade da empresa. Fontes angulares e finas são usadas para empresas de tecnologia, por exemplo.

 

Memorável

O logotipo precisa ser memorável desde a primeira vez que ele for visto. A ideia é que ele fique na memória das pessoas para que sejam lembrados facilmente. Isso irá criar uma maior conexão com a marca.

 

Atemporal

É aquele logotipo que permanece relevante e eficaz com o passar dos anos. Óbvio que não estamos falando de logotipos ultrapassados e antigos, mas sim, aqueles que se permanecem modernos e tendência por muito anos.

Uma característica importante para os logotipos atemporais é que eles trazem cores simples e básicas na sua formatação.


Versátil

É aquele logotipo que pode ser usado de diversas maneiras, formas e situações.

 

 

Por fim, escolher um modelo que possa ser redimensionado, impresso ou colocado em diferentes meios de comunicação irá tornar sua marca mais visível.

Lembre-se que não é a beleza que vai definir um bom ou um logotipo ruim, ele precisa ter definições para ser usado em uma embalagem pequena, ou em um grande outdoor, por exemplo. Trazer muitas linhas, elementos ou cores pode criar um design complicado e mal dimensionado. Opte sempre pelo “menos é mais”.


Conclusão

Concluímos que é necessário manter um padrão de qualidade visual no seu logotipo para que a memória visual da marca seja positiva.

Caso isso não aconteça, existe a grande e chance de sua marca não ficar conectada com seus clientes e não conseguir passar aquilo que gostaria.

Invista em uma empresa que trate o logotipo como elemento de uma comunicação visual assertiva. A 3D está preparada para ouvir sua demanda e transformar sua ideia em realidade.


Veja também:

Fachadas de ambientes internos